Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Câmara de Barueri dá início à campanha do Outubro Rosa

Câmara de Barueri dá início à campanha do Outubro Rosa

por Diretoria de Comunicação Social publicado 06/10/2021 15h10, última modificação 06/10/2021 15h10
Legislativo recebeu a presença do Grupo das Vitoriosas.
Câmara de Barueri dá início à campanha do Outubro Rosa

Fotos: Gean Nunes/Câmara de Barueri

A Câmara Municipal de Barueri deu início, na sessão de terça-feira, 5, à Campanha do Outubro Rosa “Câncer de mama não faz quarentena”, em parceria com o Núcleo de Combate ao Câncer de Mama de Barueri, da secretaria municipal da Mulher.

As “pérolas rosa”, como são conhecidas as integrantes do Grupo das Vitoriosas, mulheres que enfrentaram e enfrentam o câncer de mama, estiveram presentes, homenagearam e também foram homenageadas pelos vereadores.

“O amor, o carinho, o acolhimento e o respeito ajudam as mulheres que passam pelo tratamento oncológico, pois muitas delas não encontram esse suporte nem mesmo dentro de casa. ”, comentou Regina Oliveira Medina, representante do Grupo das Vitoriosas, sobre a acolhida que elas têm no Núcleo de Combate ao Câncer de Mama de Barueri.

O presidente da Casa, vereador Toninho Furlan (PDT), destacou que desde o primeiro dia do mês a Câmara se vestiu de cor de rosa para lembrar a importância da prevenção e combate ao câncer de mama. “Outubro é o mês da conscientização e da reflexão, mas a prevenção deve ser um cuidado diário, pois estatísticas do Instituto Nacional de Câncer mostram que se a doença for diagnosticada precocemente, as chances de cura chegam a 95%. E nós, legisladores, temos a obrigação de fortalecer políticas públicas para o setor”. Finalizou.

 

Câncer de Mama

O câncer de mama se caracteriza pela proliferação anormal, de forma rápida e desordenada, das células do tecido mamário. A doença se desenvolve em decorrência de alterações genéticas. Porém, isso não significa que os tumores da mama são sempre hereditários.

Em seu funcionamento normal, o corpo substitui as células antigas por células novas e saudáveis. As mutações genéticas podem alterar a habilidade da célula de manter sua divisão e reprodução sob controle, produzindo células em excesso, formando o tumor.