Câmara aprova moção de repúdio ao MAM

por Comunicacao — publicado 11/10/2017 00h00, última modificação 29/10/2018 12h59
Proposta apresentada pelo vereador Roberto Mendonça critica a interação entre criança e artista nu no museu
Câmara aprova moção de repúdio ao MAM

Fotos: Ivan Nunes/CMB

O plenário da Câmara Municipal de Barueri aprovou, na sessão de terça-feira, 10, moção de repúdio ao MAM (Museu de Arte Moderna) pela performance de um artista na abertura do 35º Panorama de Arte Brasileira, exposição bienal que aborda a arte no país e discute sobre a identidade nacional.

Durante a inauguração da mostra, uma criança interagiu com o artista Wagner Schwartz, que estava nu durante a performance chamada “La Bête”, inspirada em um trabalho de Lygia Clark.

A cena se espalhou pela internet e provocou uma grande discussão em torno dos limites da arte, o que motivou o vereador Roberto Mendonça (PR) a apresentar a moção de repúdio.

“A cena foi constrangedora aos olhos de qualquer ser humano ao mostrar uma criança de aproximadamente quatro anos de idade interagindo com um homem nu”, justificou o vereador.

“Um espaço resguardado para artistas e pensadores deveria exercer, justamente, o papel contrário ao espetáculo grotesco que fomos obrigados a ver. Discussões que protegem a pureza e a bondade de uma criança deveriam ser elaboradas por essas pessoas que são tidas como mentes brilhantes, mas o que vimos foi uma exposição desnecessária ao mundo sexual”, completou Roberto Mendonça.

error while rendering plone.comments