Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Barueri terá campanha permanente de combate a golpes financeiros aplicados contra idosos

Barueri terá campanha permanente de combate a golpes financeiros aplicados contra idosos

por Diretoria de Comunicação Social publicado 06/04/2022 11h05, última modificação 06/04/2022 15h18
Projeto de lei aprovado pretende esclarecer e sensibilizar a população quanto aos golpes contra a terceira idade
Barueri terá campanha permanente de combate a golpes financeiros aplicados contra idosos

Foto: Marco Miatelo/Câmara de Barueri

O plenário da Câmara Municipal aprovou, por unanimidade, o Projeto de Lei 21/2022, que promove campanha permanente e continuada de combate a golpes financeiros praticados contra idosos.

De acordo com o texto votado na sessão de terça-feira, 6, o objetivo do projeto é coibir a violência financeira ou patrimonial praticada contra idosos no âmbito familiar ou comunitário, sejam por apropriação indevida de cartão de crédito/débito ou recurso financeiro, bens materiais e administração fraudulenta de cartão de benefício previdenciário.

O projeto visa ainda coibir a violência financeira praticada por meio de contratação de empréstimos consignados oferecidos sem a permissão ou pleno conhecimento do idoso.

A campanha de que trata o projeto consiste em esclarecer e sensibilizar a população quanto aos golpes financeiros praticados contra idosos e estimular a sociedade civil a utilizar meios de comunicação para divulgar ações de prevenção e repressão aos crimes de estelionato contra essa faixa etária.

  “Sabemos que esses tipos de golpes têm sido recorrentes, como golpes de compra com cartão de crédito, cartão preso no caixa eletrônico, golpe do bilhete premiado e muitos outros praticados, infelizmente, também por pessoas próximas à essa classe mais vulnerável”, explicou a vereadora Mary Rodrigues (PSDB), autora do projeto.

De acordo com um levantamento feito no ano de 2020 pela FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos), no período de quarentena houve um aumento de 60% em tentativas de golpes financeiros contra idosos, sendo que 70% dessas fraudes estão vinculadas à engenharia social, quando o cliente é induzido a informar os seus códigos e senhas para os estelionatários.

“Uma ação integrada entre o sistema financeiro, o regulador e o governo, é fundamental para esclarecer dúvidas sobre os tipos de golpes financeiros praticados contra pessoas idosas. Temos de conscientizar e instruir os idosos sobre medidas a serem adotadas para prevenir, identificar e denunciar o problema”, afirma o diretor da Comissão Executiva de Prevenção a Fraudes da FEBRABAN, Adriano Volpini.

 

Dicas importantes:

 

- O banco nunca liga para o cliente pedindo senha nem o número do cartão;

- O banco nunca vai mandar alguém para a casa do cliente para retirar o cartão;

- O banco nunca liga para pedir para realizar uma transferência ou qualquer tipo de pagamento;

- Ao receber uma ligação dizendo que o cartão foi clonado, o cliente deve desligar, pegar o número de telefone que está no cartão e ligar de outro telefone para tirar a limpo essa história;

- Recebeu um SMS ou e-mail do banco com um link? Apaga e ligue para o seu gerente;

- Sempre confira o valor na maquininha antes de digitar a sua senha; - Nunca informe o código de segurança do cartão e ao finalizar uma compra, verifique se o cartão devolvido é realmente o seu;

- Cuidado com o que você compartilha nas redes sociais. As informações podem ajudar bandidos a conhecer seu perfil e comportamento;

- Multiplique os cuidados e não passe sua senha a ninguém.